Pensamento da Semana

O pensamento que escolhi para iniciar esta semana, encontrei lendo o blog da Lu Tranchesi, achei lindo e resolvi partilhar com vocês:

Muitas vezes não acreditamos em nós mesmos.
Inclusive os outros acreditam mais na nossa capacidade do que nós mesmos.
Mas somente quando enfrentamos situações extremas, entregamos nas mãos de Deus e decidimos seguir em frente é que nos surpreendemos e nos superamos 🙂

Que esta semana seja uma semana de superação e sucesso para todos vocês!
Beijo grande!

Pensamento da Semana

Bom dia gurias 🙂

Minha reflexão para esta semana não vem da Bíblia, Torá ou Corão.
Ela vem de um ditado popular inglês simples e muito antigo que ouvi de minha mãe ao longo dos anos todas as vezes que debatemos sobre finanças:

“Não coloque todos os ovos na mesma cesta”.

E depois de quase 30 anos ouvindo esta frase, hoje tenho um entendimento mais holístico sobre ela: faz todo o sentido para mim que não se aplique somente à finanças, mas à nossa vida de um modo geral.

Não devemos depositar toda a expectativa naquele encontro com o gatinho da pós.
Não devemos depositar no outro a responsabilidade da nossa felicidade.
Não devemos trabalhar apenas para satisfazer nosso chefe em busca de recompensa.
Não devemos apostar todas as nossas economias em um novo negócio com aquela amiga de infância.

Acredito que vocês concordem comigo que não é nada saudável concentrar todos os esforços e expectativas em uma única pessoa ou possibilidade que pode não ocorrer conforme planejamos/desejamos.

Mas isso não quer dizer que você não deve ser inteira em suas ações ou anseios.
Seja inteira e intensa, mas lembre-se que ao optar por não depositar todas as suas fichas em algo específico, você se protege da frustração iminente caso as coisas não corram de acordo com o planejado.
E uma vez que não temos controle sobre acontecimentos externos, nada melhor do que sempre ter um plano B para seguir em frente, seja em qual área da vida isso for, não é mesmo?

Hoje posso partilhar com vocês que:

Não invisto todas as minhas reservas em um mesmo fundo.
Não trabalho para os meus chefes, mas trabalho como se o que eu faço fosse para Deus.
Não acho que meu namorado deva suprir todas as minhas carências, por isso tenho amigas lindas.
Não me apego a coisas que podem quebrar/acabar/partir, mas aproveito e agradeço a Deus por cada momento que pude interagir com elas.

E tudo isso me faz seguir em frente feliz e plena sem medo de tropeços.
Porque seja lá em que área as coisas não forem bem, sei que terei as demais para me compensar e confortar…

Mil beijos e uma excelente semana para vocês!

Pensamento da Semana

E hoje é domingoooooo!
Estou em Curitiba aproveitando um lindo dia de sol na capital paranaense e me preparando para a semana que se inicia…sei que muitas atribulações virão, mas sei também que estarei preparada para mais uma vez superá-las.

Estarei preparada porque descanso no Senhor e sei, que toda vez em que eu tentar resolver o mundo pela força dos meus braços, a chance de falhar será muito maior do que se Deus vier na frente.

E pensando nisso, o pensamento para este início de semana é:

“Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças,
subirão com asas como águias;
correrão e não se cansarão;
caminharão e não se fatigarão.”
Isaias 40:31

Os problemas são muitos? Tá difíciil de aguentar sozinha?
Descansa no Senhor guria, porque se Ele – que criou toda a humanidade – está ao seu lado no momento da dificuldade, seu problema se torna beeeeeem pequenininho e fácil de resolver 🙂

Um beijo grande e boa semana!

Pensamento da Semana

Neste domingo fui assistir com o digníssimo o filme A Dama de Ferro, que conta a história da ex-primeira ministra britânica Margaret Thatcher, e me emocionei.

Entre as diversas reflexões que o filme me trouxe – e serão postadas aqui com certeza – achei lindíssimo que no discurso da posse, ela cita a oração de São Francisco de Assis e gostaria de partilhá-la com vocês:

“Senhor! Fazei de mim um instrumento da vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor.
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia, que eu leve a união.
Onde houver dúvidas, que eu leve a fé.
Onde houver erro, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.
Onde houver trevas, que eu leve a luz.”

Que possamos ser como o sal da terra e façamos a diferença frente às adversidades, não só nessa semana, mas em todos os dias da nossa vida.

Boa semana gurias!

Pensamento da Semana

Como eu comentei aqui há algumas semanas, estou numa fase de transição profissional – extremamente radical, diga-se de passagem – onde sei que mais do que nunca, sem Deus não conseguirei sucesso.

Mas como sei que Deus age quando o que era difícil se torna impossível, e estou em um local onde todos consideram o sucesso impossível, tenho pedido a Deus que acompanhe a mim e a minha equipe em cada desafio de cada dia de trabalho.
E foi em meio a um dia caótico, que um grande amigo – Junior, marido de uma das minhas BFF – me ligou para pedir algo e comentei sobre a dificuldade da minha situação.
Ele sorriu e disse: “você determina o tamanho da sua benção. Já ouviu a pregação da Abba do domingo passado?”

A Comunhão Cristã Abba era a igreja que eu frequentava em Curitiba antes de vir pra cá, e como eles gravam os cultos, é possível assistir os cultos online ou as pregações dias depois.
E essa era a pregação da semana: Você determina o tamanho da sua benção.
Tudo o que eu precisava ouvir e crer.

Se você quiser ouvir também a pregação, ela está disponível no site da Abba: clique aqui!

Um beijo grande e uma semana abençoada pra vocês 🙂

Pensamento da Semana

Como já disse aqui no Pensamento da Semana 03 (não leu? leia aqui!) colhemos exatamente aquilo que plantamos pois somos os únicos responsáveis pelas nossas decisões.

Mas muitas vezes, tentamos tardar nossa colheita e nossos pais, amigos e demais pessoas ao redor nos ajudam a amenizar o problema acreditando que estão nos ajudando.
Se estouramos o cartão de crédito, os pais/maridos querem intervir cobrindo a conta.
Se faltamos as aulas, um colega cuidadoso sempre empresta o caderno para copiarmos.
Se normalmente chegamos atrasados, nossos colegas compreendem e nos aguardam para começar a reunião.

Com isso, as pessoas acham que estão nos ajudando – ou evitando que passemos por algum tipo de sofrimento imediato – mas apenas estão tardando a colheita que um dia virá, e pegando parte do nosso fardo sobre eles.

O que as pessoas precisam entender quando pensarem em intervir no sofrimento de alguém, é que todos nós devemos carregar nossos fardos por nós mesmos, como já disse Jesus:

“Quem não leva a sua cruz e não me segue, 
não pode ser meu discípulo.”
Lucas 14:27

Os quadrinhos abaixo, são bem antigos e já circularam bastante pela internet, mas achei bacana compartilhar com vocês porque tem tudo haver com o pensamento de hoje: podemos até tentar pular etapas e retardar nosso sofrimento, mas na hora que precisarmos do amadurecimento adquirido pela dor, não o teremos e falharemos no meio do caminho.

Por isso, o que eu sugiro é: quando algo de muito ruim acontecer na sua vida, agradeça e peça a Deus que passe rápido. Ore para que você saia fortalecido desse momento e que ele dure o mínimo possível, ao invés de ficar choramingando e tentando achar culpados pela sua dor.

E se for uma pessoa muito próxima de você que está passando por isso, dê todo o apoio, força e auxílio possível, mas deixe-a livre para viver e aprender com o momento: momentos de dor e sofrimento também fazem parte do crescimento de cada um.

Beijo grande e boa semana à todos!

UPDATE:

E a vencedora do super Kit Vizcaya de Tratamento foi…Adalgreise Correa de Piracicaba!
Parabéns Adalgreise, por favor envie um e-mail para raissa.kahn@yahoo.com.br com seus dados para envio do kit 🙂

Pensamento da Semana

Mais uma semana se inicia, e com ela podemos iniciar novas atitudes em nossas vidas…que tal agora?

Como eu já havia dito, nem só versículos bíblicos ilustrariam os Pensamentos da Semana, por isso hoje escolhi uma passagem do Talmud Babilônico.
Resumindo de uma maneira bem simplista, o Talmud é o livro sagrado dos judeus que reune regras de conduta, lei, ética e demais assuntos que os judeus usam para auxiliar no estudo/entendimento/cumprimento da Torá (que é basicamente composta pelo Pentateuco – 5 primeiros livros do Antigo Testamento cristão).

“A maior caridade é habilitar o pobre a ganhar a sua vida.”
Talmud Babilônico, Shabbat 63a

Graças a Deus, desde criança tive a oportunidade de conviver com todos os tipos de raças, credos, crenças, classes sociais…e foi assim que aprendi a respeitar as diferenças e limitações individuais.
E nessas andanças da vida conheci muita gente inteligente, capaz e com um talento incrível para uma determinada atividade, mas sem oportunidade. Mas também muita gente sem oportunidade e sem vontade.

Que ajudar o próximo é uma obrigação nossa (ao menos segundo todas as religiões e crenças existentes), é bem claro. Talvez qual a melhor maneira de ajudá-lo é seja um pouco nebuloso.

Quando você vê uma criança no semáforo e dá umas moedinhas à ela, saiba que isso é tudo, menos caridade. Quando você dá uma esmola, dá o que te sobra e sabe que aquilo é apenas um paliativo para o sofrimento da pessoa, isso não é caridade.

Caridade é ir até aquela criança, descobrir se ela está na escola, onde estão seus pais e o que ela faz ali.
Caridade é sentar-se ao lado do bêbado na calçada e mostrar como sua vida pode ser diferente sem o álcool, e se possível ajudá-lo a traçar seu novo caminho.
Caridade é ver aquele colega de sala se endividando para continuar na faculdade e fazer uma vaquinha para pagar suas mensalidades atrasadas.
Caridade não é assistencialismo, é capacitar a pessoa para que ela possa seguir sozinha e lá na frente ajudar outras pessoas também.

Bem no meio da faculdade de engenharia eu perdi o emprego.
Como a minha antiga empresa custeava meus estudos, seria muito difícil continuar estudando com as contas convencionais da casa e mais a faculdade sem renda alguma.
As coisas foram ficando difíceis, mas como precisava pagar ao menos uma mensalidade para não perder o semestre, pedi que minha antiga chefe pegasse os boletos que estavam no RH e me mandasse pelo correio para que eu pudesse pagar os meses em aberto.
Dias depois quando abri a caixa do correio, uma surpresa: haviam 4 boletos pagos lá dentro!
Quando liguei para acertar como pagaria à ela e agradecer, ela me disse com lágrimas: “o mesmo aconteceu comigo quando eu estava na faculdade e um estranho me ajudou. Você quer me pagar? Então quando alguém numa situação semelhante aparecer na sua vida – porque vai aparecer – faça o mesmo para que essa corrente nunca se quebre.”

Lembrar deste acontecimento me emociona, porque se hoje posso ajudar alguém, é porque alguém me ajudou no passado. Se posso acreditar em alguém, motivar alguém e ajudá-lo em sua estrada, é porque um dia alguém fez isso comigo primeiro. Fazer o bem sem olhar a quem 🙂

E pra mim caridade é isso: muito mais do que dar dinheiro para alguém, é dar-se a si mesmo (seu tempo, seu esforço, sua dedicação) assim como Jesus o fez quando morreu por nós.

Por isso, se a palavra caridade ainda não faz parte da sua vida, que possamos juntos começar nesta semana a praticá-la todos os dias.

Beijo grande e boa semana a todos!

Pensamento da Semana

Mais uma semana se inicia, cheia de novidades, possibilidades e incertezas…
Pela primeira vez postei o pensamento da semana pensando especificamente no meu início de semana, porque sei que esta será uma semana cheia de novidades e precisarei tomar decisões profissionais que alterarão completamente o rumo e o planejamento da minha carreira…espero que ele sirva para você também!
Mas não só para o seu início de semana, também para toda a sua vida!

“Não andeis ansiosos de coisa alguma; 
em tudo, porém, sejam conhecidas diante de Deus, 
as vossas petições, pela oração e pela súplica, 
com ações de graça.”
Filipenses 4:6

O ser humano é o único animal que sofre por antecipação.
Nossos cãezinhos não tem pesadelos de que iremos abandoná-los, as aves no céu não se preocupam se amanhã haverá peixes disponíveis próximos ao navio que tombou, os ursos não ficam calculando durante a hibernação quanta comida ainda resta e se alguém virá roubá-lo durante o sono.

Mas nós somos diferentes, passamos noites em claro com medo de ouvir um “não” do chefe, antes daquela prova difícil ou daquela entrevista de emprego…estamos sempre temendo e atribuindo o insucesso ao desconhecido. E em que isso nos ajuda no momento difícil?

Paulo escreveu o livro de Filipenses inspirado por Deus quando estava preso, e ainda sim nos ensinou que de nada adianta nos ansiarmos: devemos deixar nossos medos e vontades nas mãos do Senhor para que Ele intervenha por nós.
A vontade de Deus para as nossas vidas é muito, mas MUITO maior do que qualquer desejo que possamos ter, então ao invés de se torturar de ansiedade frente ao futuro incerto das coisas, aprenda com este livro de Paulo e descanse, o melhor ainda está por vir!

Beijo grande e um excelente domingo!

Pensamento da Semana

Diz a Terceira Lei de Newton, também conhecida como Princípio da Ação e Reação, que se um corpo A aplicar uma força x sobre um corpo B, deste receberá uma força de mesma intensidade, mesma direção e de sentido contrário.

Assim também é na nossa vida: toda ação que tomamos gera uma reação de mesma intensidade.
Na bíblia também podemos encontrar esta mesma lei, porém então conhecida como “Lei da Semeadura”:

“Não vos enganeis, de Deus não se zomba,
pois tudo o que o homem semear, isto também ceifará”.
Gálatas 6:7

Ou seja:
Se eu plantar batatas, não colherei maçãs.
Empurrar uma mesa, ela exercerá uma força contrária de mesma intesidade sobre as minhas mãos.
Se eu fizer mal à alguém, em algum momento este mal voltará para mim.

Em todas as ações das nossas vidas, devemos pensar nas reações que virão.
Podemos fazer algo errado imaginando que ninguém está nos vendo ou julgando, mas muito maior do que o outro saber que fizemos algo, é a reação que virá em decorência da ação que nós mesmos tomamos.

E esta lei nunca falha.
Se você errou e se arrependeu, ótimo! Aprenda, não faça mais e peça a Deus que o momento de colheita seja breve na sua vida, porque o simples fato de se arrepender não anula a sua responsabilidade de colher aquilo que plantou. Seja na semana passada, seja há 10 anos atrás: uma hora a reação virá.

Mas lembre-se de que com isso, Deus não quer nos ameaçar ou amedrontar. Muito pelo contrário!
Ele busca apenas nos alertar através deste versículo, que devemos nos atentar mais às nossas ações por menores que sejam, uma vez que nosso futuro será fruto do que plantarmos hoje.

E você, tem se atentado às suas ações?
Se não, aproveite este início de semana e recomece!

Beijo grande e excelente semana pra vocês!

Pensamento da Semana

Aproveitando que o pensamento da semana passada estava em Efésios 4 (não leu o post? clique aqui!), encontrei algo no mesmo capítulo que gostaria de dividir com vocês para este início da segunda semana do ano:

“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, 
mas só a que seja boa para a necessária edificação, 
a fim de que ministre graça aos que a ouvem.”
Efésios 4:29

Desde o ano passado, tento aplicar este versículo na minha vida e posso dizer que é extremamente difícil. Mas não impossível.

Quantas vezes nos pegamos criticando algo ou alguém, pelo simples fato de criticar?
Dizer para a pessoa B que a pessoa A está com uma roupa horrível, não é ajudar a pessoa – se a intenção fosse ajudar, você deveria ter falado diretamente com a pessoa – e sim fazer fofoca.

E que fazer fofoca não leva a lugar nenhum, isso todo mundo sabe.
Agora saber como evitar de ouvir, participar ou compartilhar uma fofoca ou uma crítica destrutiva é que é a parte difícil da história.

E é por isso que devemos ser fortes, e a cada semana, a cada dia, em cada ação, observarmos nossas atitudes:
Se o que eu fiz agora aparecesse em um telão, eu me sentiria envergonhada?
Se o que falei sobre alguém agora fosse gravado e todos pudessem ouvir, eu me sentiria constrangida?
Se a resposta for sim, é porque você disse algo que não foi para a edificação de ninguém, logo o melhor teria sido guardar esse pensamento/opinião/ponto de vista para você.

E isso não é reprimir sua sinceridade de maneira alguma, na verdade o que devemos nos perguntar é: dizer o que penso irá melhorar em algo a vida da pessoa para a qual vou expressar minha opinião?
Reflita. Se a resposta for não, por que raios vou dizer algo que não é para o bem de alguém?

Beijo grande e uma excelente semana pra vocês!