Dica de Leitura – Trilogia 50 Tons de Cinza

Antes de começar a nossa segunda – e eventualmente polêmica – dica de leitura aqui no blog, eu gostaria de partilhar alguns fatos sobre mim: amo ler desde muito pequena. Além de contar inúmeras estórias infantis, quando eu era apenas um bebê minha mãe me deu aqueles livrinhos de pano e de borracha (para folhear no banho) despertando meu amor pela leitura e dando início ao meu carinho enorme por livros. Li a infância e adolescência inteira: de livros de RPG, a toda a coleção do Sidney Sheldon e ainda livros de Auto-Ajuda como “Quem Mexeu no meu Queijo?”.

Já há alguns anos, meus títulos preferidos são profissonais (sobre Empreendedorismo, Sistema Toyota e Gerenciamento de Projetos) e também épicos/fantasia (como Crônicas Saxônicas, Mitologia Nórdica, Senhor dos Anéis, etc), mas baseada na minha trajetória de leitora eclética e assídua, me sinto preparada e livre de preconceitos para comentar este romance (ou softporn) tão atacado pela crítica. Decidi ler os 3 livros (50 Tons de Cinza, 50 Tons mais Escuros e 50 Tons de Liberdade) antes de escrever e como terminei na última semana, aqui vamos nós.

***Atenção: contém spoilers do livro***

Sem julgar a autora, seu passado ou a quantidade de edições e traduções já realizadas: o livro se trata de um romance água com açúcar – e um pouquinho de sacanagem – entre a jovem Anastácia Steele e o mega-empresário Christian Grey. Lembram daquelas revistinhas antigas tipo Sabrina, que nossas tias liam na intimidade? A trilogia segue exatamente o mesmo estilo!

A jovem/virgem/inocente/estudiosa/romântica Anastacia Steele vai até a empresa do gostosão/irresistível/multimilionário/controlador/sadomasoquista Christian Grey para ajudar a sua amiga Kate que precisava entrevistá-lo para o Jornal da Faculdade, mas que ficou muito doente na véspera da entrevista.

Rola um climinha entre os dois e um tempo depois ele vai até a loja de materiais de construção que ela trabalha para investir no xaveco. Eles se apaixonam e conforme vão se descobrindo, com seus medos, defeitos e particularidades, vão se unindo e aprendendo como conviver neste turbilhão de emoções: ela conhecendo um mundo de luxúria e prazer, ele conhecendo o afeto e o amor. Todo esse blablabla dura os 3 livros.

Entre idas, vindas e muito sexo selvagem, os dois se casam, toda família fica feliz, ela engravida (idas e vindas again) se tornam uma família multimilionária normal e vivem felizes para sempre.

E o povo ainda se pergunta porque esse livro fez tanto sucesso??? Já li critícas sobre se tratar de uma história de interesse, sobre ser algo muito irreal…mas o motivo chave está mais do que claro: qual garota não sonhou em conseguir mudar defeitinhos de seu namorado/marido (que atire a primeira pedra quem nunca!), viajar pelo mundo, ter um deus do sexo ao seu lado e tudo isso numa casa perfeita com a família de pessoas caridosas e perfeitas? Esse livro acaba suprindo o lado emocional/carente de milhões de mulheres e ainda é uma história romântica e fofa para o resto da população.

***Fim dos Spoilers***

O que achei da Trilogia 50 Tons de Cinza?

De fato são livros que não fazem muito o meu estilo. Embora eu tenha terminado o primeiro e ficado super ansiosa para ler o segundo, este se arrastou e li o terceiro em dois dias durante as chuvas que peguei na praia. Decidi pular as partes detalhadas da relação sexual e isso fez com que a minha leitura fosse incrivelmente mais rápida e menos massante! hehehe

Acredito que não leria outro livro no estilo ou uma eventual continuação, mas fico extremamente satisfeita de ver que este livro trouxe para o mundo da leitura tantas e tantas pessoas que há anos não liam nada. Eu mesma repassei o primeiro volume para diversas amigas (e mães de amigas!) que há muito não se interessavam por livros e que engrenaram lendo vorazmente os demais.

Então, se for pra servir de porta da entrada para o mundo mágico que se abre pelo hábito da leitura, que venham mais Tons de Cinza, Crepúsculos, Harry Potters e tantos outros fenômenos de leitura, com nem tanto conteúdo, mas com um imenso portal para o mundo mágico da imaginação!

Beijinhos e uma excelente semana!

Dica de Leitura – A Menina do Vale

Em meados de julho deste ano, li a resenha do livro A Menina do Vale em uma revista e fiquei super curiosa para conhecer a história e as lições aprendidas da jovem empreendedora Bel Pesce.

Mas com a correria do dia a dia na fábrica, em função das dezenas de auditorias que tivemos, meu tempo ficou tão escasso que acabei esquecendo e apenas colocando este livro na listinha de “quero ler um dia”.

Até que felizmente este dia chegou. Comprei o livro numa uma conexão de 4 horas que fiz no aeroporto do Rio de Janeiro e levei-o para a Itália. Foi extremamente empolgante e motivador ler um livro como este longe da rotina exaustiva de uma fábrica e num ambiente tão tranqüilo e inspirador como a região do Piemonte no norte da Itália (depois faço um post com dicas de agriturismo para lá!). O livro tem dicas tão bacanas que já li, reli e recomendei para dezenas de amigos.

Foto postada no meu instagram – dá pra ver também o outro livro que estava lendo…rs

O Livro

A Menina do Vale é um livro bem dinâmico e de fácil leitura. Com ilustrações fofas e 23 capítulos, ele contém dicas preciosas para quem gosta de criar e tem o sonho de empreender, independente da idade ou da quantidade de recursos disponíveis. A autora conta suas experiências vividas no MIT e nas empresas do Vale do Silício de maneira divertida e aborda temas como gestão de equipes, feedbacks, metas e vários outros insights que se aplicam não só para quem quer abrir seu próprio negócio como também para quem quer empreender dentro da sua empresa. São conceitos simples que muitas vezes ficam esquecidos e valem a reflexão. Eu mesmo senti balançar alguns dos conceitos que adquiri nestes 12 anos de indústria.

Inicialmente disponibilizado em pdf gratuitamente no site da própria Bel – ainda dá para baixar clicando aqui! – depois de mais de 500 mil downloads acabou virando cópia impressa e está em sua primeira edição. O preço é super acessível (paguei R$19,90 na livraria do aeroporto) porque o objetivo de Bel não é ganhar dinheiro com o livro e sim divulgar o quão bacana pode ser empreender para o máximo de pessoas possível. Ponto pra ela pela iniciativa!

Bel Pesce

Nascida e criada em São Paulo , Bel estudou no renomado Massachusetts Institute of Technology (MIT). Durante a faculdade, trabalhou na Microsoft, Google e Deutsche Bank, e terminou vários cursos: Engenharia Elétrica, Ciências da Computação, Administração, Economia e Matemática, além de fazer programas em Liderança e Inovação. Desde pequena, Bel gosta de criar idéias e começar projetos, e já esteve envolvida com muitas startups. Após se formar, resolveu viver no Vale do Silício, onde se respira empreendedorismo. Liderou três times de engenheiros na companhia americana Ooyala e mais recentemente se juntou ao time fundador da Lemon. Apenas 3 meses após o lançamento, a Lemon já contava com mais de 1 milhão de usuários.

Quer saber mais sobre a Bel? Além do livro com dicas super bacanas, ela possui um canal no youtube chamado Caderninho da Bel. Quem leu o livro, sabe que a autora mantém um caderno onde registra diariamente tudo de bacana que aprendeu durante o dia e agora é possível ter acesso às suas experiências em vídeos de 2 a 4 minutos de tudo que foi para o seu caderninho. Se não me engano já está no vídeo #35 e já assisti todos…estou amando e virei fã de carteirinha da Bel. Separe uns minutinhos do seu dia e assita a um dos vídeos, tenho certeza de que você vai amar!

UPDATE

Olha que coincidência boa, assim que o post foi ao ar eu vi que a Bel Pesce está sorteando uma cópia autografada do livro na fanpage dela, corre lá: http://www.facebook.com/AMeninaDoVale

*Acho que nunca comentei aqui, mas adoro ler! E pensando em partilhar com vocês os livros bacanas que li e gostaria de recomendar, agora aqui no blog teremos também dicas de livros! Espero que gostem das dicas e boa leitura =]