The Voice Brasil e os Looks das Gordinhas

Ao assistir pela primeira vez o programa The Voice Brasil pensei: finalmente um programa decente para ocupar nossas tardes entendiantes de domingo. Tudo era novo e atraente, desde a proposta de não ver o candidato para avaliar apenas a sua voz até os grandes músicos e assistentes do juri (até agora só não entendi a participação de Claudinha Milk). E confesso que tenho me divertido muito a cada domingo com as interpretações diversas dos jurados, com as opiniões contrárias, piadinhas sem graça e meias coloridas do Lulu Santos, um grande ídolo de infância que eu e 99% dos cariocas tive.

Ao assistir índios, brancos, negros, japoneses, mas acima de tudo brasileiros, das mais variadas estaturas e pesos interpretando com maestria músicas brasileiras e estrangeiras, me lembrei da música “Alma não tem Cor” do Karnak e mais uma vez me encantei com o programa: ele busca “a voz”, aquela que emociona e remete às mais variadas emoções. Não um padrão ou um rostinho bonito. Mais uma vez, ponto pro The Voice Brasil!

Como todo mundo me apeguei a alguns participantes e iniciei minha torcida dominical via twitter (@raissakahn me segue lá!) e facebook papeando com os amigos. Mas no último domingo quando o programa terminou, fiquei com um questionamento martelando em minha cabeça: por que desde o primeiro programa eles insistem em vestir TODAS as gordinhas participantes com túnica/camisão/vestido e legging?

A brasiliense Ellen Oléria foi a única que – na minha opinião – tem um estilo que sustentou o look…

A americana Alma Thomas com um vestidinho fofo num comprimento bacana e a dispensável legging!

A bahiana Ludmillah de animal print e o pior tipo de legging para gordinhas: preta e wet!

E o pior da tarde: uma túnica enorme + legging preta desfavorecendo a silhueta de Carol Marques

Em um tempo onde a moda plus size acompanha quase todas as tendências da moda mainstream, não consigo entender porque os figurinos escolhidos para as participantes foram tão largos e retrógados.

Quem é gordinha e mora no Brasil, conhece muito bem as limitações que o cenário plus size nacional ainda enfrenta, na grande maioria das vezes o preço é alto demais em comparação às roupas de “tamanhos convencionais”, mas que há opções diversas no mercado para vestir as participantes dignamente e de acordo com seus estilos, sem dúvida isso há.

Alô equipe de figurinistas da Rede Globo, já ouviram falar na La Mafê Plus Size? E na Rubinella? E na Eveiza? E na Kauê Modas? E na Milanina? E na Palank? E na Lunender Plus? E na Three Seven? E na Chica Bolacha? E na Carlota Rio? E na Wish Fashion? E se não quiser comprar em lojas especializadas não tem problema! Até as marcas de fast fashion como Renner, Marisa e C&A já tem coleções até o tamanho 52. Inclusive esta última tem uma coleção inteirinha para Plus Sizes assinada pela assistente do programa Preta Gil. Que tal aproveitar os looks modernos da Preta – que tem arrasado, sempre linda no programa – e fazer também com que as participantes brilhem independente de seus corpos?

Enfim…fico na torcida para em breve fazer um update deste post dizendo que no programa de hoje os looks estavam melhores!

3 thoughts on “The Voice Brasil e os Looks das Gordinhas

  1. Querida, concordo totalmente com você! A figurinista não tem a menor noção de como vestir gordinhas e fez um péssimo trabalho, especialmente na Carol Marques. A blusa a deixou ainda mais gorda e não valorizou a silhueta dela. Acho que precisamos dar consultoria pra Globo, viu? rs!

    Bjos, linda!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *