[Pelo Brasil] Dicas de Viagem para Curitiba – Paraná

Devido a correria do dia a dia, não tenho conseguido dividir com vocês as dicas de viagem pelo Brasil e pelo mundo que eu tanto amo, mas estive em Curitiba no último final de semana e me deu uma vontade tão grande de dividir com vocês as maravilhas daquela cidade fria e deliciosa que tão bem me acolheu por 10 anos, que vim correndo no escrever na primeira folguinha que tive.

E como começa no próximo dia 27 de março o Festival de Teatro de Curitiba, que tal conhecer um pouquinho mais da cidade?

Jardim Botânico – Curitiba

Onde ficar?
O centro de Curitiba possui bons hotéis a preços módicos como os da rede Formule 1 e Ibis entre outros. A grande vantagem de se hospedar na região central de Curitiba é a proximidade da rodoferroviária, dos shoppings Müller, Estação e Curitiba, Jardim Botânico, Largo da Ordem, Rua XV de Novembro e outros diversos pontos turísticos da cidade.

Outro lugar bacana para se hospedar é na região do Batel que conta com hotéis da rede Holiday Inn, Habor, Ibis, Slaviero, Bourbon entre outros. A noite da Avenida Batel, com seus diversos bares, é a mais agitada de Curitiba.

Onde comer?
Com uma distância de apenas alguns passos, é possível provar desde o regional barreado como a alemã bradwurst ou ainda o delicioso e farto café colonial local.

Em Santa Felicidade é possível encontrar os tradicionais restaurantes italianos como o Madalosso (e Velho Madalosso), Cascatinha ou ainda o Famiglia Fadanelli.

Para quem não dispensa a típica e deliciosa comida de boteco, eu recomendo o Bar Hora Extra (aos sábados tem feijoada com samba e chorinho), o bar Aos Democratas, o Bar da Brahma ou ainda o Santo Graal.

 Apenas uma amostra do Café Colonial do Coeur Dulce

E como não poderia deixar de falar, em Curitiba existem diversos – e maravilhosos – cafés coloniais para almoço, lanche e jantar com opções de tirar o fôlego! O meu preferido é sem dúvida o Coeur Dulce. Mas também recomendo o da Piegel e o Café Colonial da Bisa em Quatro Barras.

Quer apenas um lanchinho pós balada ou no meio da tarde?
Sem dúvida você precisa experimentar os deliciosos e bem servidos sanduíches do Waldo X-Picanha ou do fastfood curitiba Kharina.

Onde ir?

Para o dia: Curitiba é muito conhecida por seus lindos parques.
O mais famoso e florido é o Jardim Botânico.
O mais badalado com diversos restauratntes e bares é o Parque Barigüi (e quase em frente tem o Park Shopping Barigüi que é um shopping tudo de bom).
O maior e mais verde é o Tanguá com suas enormes cataratas artificiais.
E isso só para citar alguns dos trocentos parques lindíssimos.

Curitiba também conta com a Ópera de Arame, o Museu Oscar Niemayer, o enorme shopping a céu aberto que é a Rua XV de Novembro (onde tem o prédio do HSBC que as criancinhas cantam no natal!) e a Feirinha de Artesanato do Largo da Ordem.

Para a noite: bares e mais bares para esquentar a fria e cinza noite Curitibana.
Se você não conhece nada da cidade, vá para a Avenida Batel e não tem erro: lá tem o tailandês Taj Bar (que é bar, restaurante e baladinha aos domingos), o mexicano Taco El Pancho, o americano Peggy Sue, o irlandês Sheridan’s, o russo Soviet ou ainda o Santa Marta.

Lellis Tratoria

Se você quiser apenas um jantar a dois e estiver disposto a gastar sem dó, bem próximo a Avenida Batel tem os italianos Lellis Tratoria e a Pamphylia com suas deliciosas sopas e o francês Château de Gazon com seus deliciosos fondues e vinhos.

Curitiba também conta com os estádios de seus três times: a Arena da Baixada do Atlético Paranaense, o Couto Pereira do Coritiba e o Durival de Brito do meu amado Paraná Clube! (sim, sou carioca mas paranista com muito amor e orgulho)

Onde (e o que) comprar?
Além dos diversos shoppings espalhados pela cidade,  Curitiba conta com a turística Rua XV de Novembro com diversas festinha populares e uma feirinha de artesanato na Praça Osório próximo a Boca Maldita.

Em todos os parques e também no aeroporto, existem também lojinhas de souvernirs locais, porém a preços não tão amigos. Se você tiver um domingo na cidade, vá na Feirinha do Largo da Ordem onde é possível encontrar todo o tipo de artesanato e gastronomia local a preços muito mais acessíveis e muito mais variedade. Tudo isso sem contar a feira de carros antigos que acontece na rua paralela e os shows musicais de artistas de rua. Um espetáculo e tanto, gratuito e a céu aberto.

Mais dúvidas?
Depois de morar 10 anos em Curitiba, e ainda voltar para lá todos os meses para visitar minha mãe e meus vira-latinhas, vivi milhares de experiências maravilhosas que não caberiam em apenas um post.
Por isso se você está se planejando para conhecer a capital paranaense e tem alguma dúvida, deixe aí embaixo nos comentários que terei o maior prazer de responder e ajudar se for possível 🙂

Beijo grande!

5 thoughts on “[Pelo Brasil] Dicas de Viagem para Curitiba – Paraná

  1. P.S. Só lembrem-se de levar companhia, pois fazer amizade em Ctba é quase um milagre divino. curitibano é chato pacas!!! No mais, a cidade é tudo de bom mesmo, os moradores é que são péssimos..hehe.

    • Ah Fabíi, eu fiz grandes amizades nos anos que morei em Curitiba…o povo é fechado sim, mas também existem pessoas muito acolhedoras por lá!

  2. estou tentando planejar o reveillon da minha família e passou pela minha cabeça curitiba…você tem alguma dica? é muito agitado lá? tem alguma atração?
    obrigada (:

    • Sarah,
      Curitiba já não é muito agitada por natureza, ainda mais no final do ano onde a maioria dos habitantes desce para as praias de Santa Catarina.

      Se você busca sossego, existem muitas chácaras e hotéis fazenda para alugar no final do ano com diversas atrações como trilhas, passeios de cavalo, café colonial, piscinas, etc.

      Se você busca curtir a cidade mesmo, além do show das criancinhas cantoras no prédio do HSBC (coral super tradicional de natal), existem dezenas de parques lindíssimos, bons restaurantes…mas agitação não tem não! rs

  3. Cidade encantadora otima comida bons passeios, fiz bons amigos nos 6 meses que passei por lá e tranquila também, sou de cidade pequena que nada ocontece e não vi nada de perigoso isso qeu revirei a cidade a pé ou de onibús.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *