Pensamento da Semana

Mais uma semana se inicia, e com ela podemos iniciar novas atitudes em nossas vidas…que tal agora?

Como eu já havia dito, nem só versículos bíblicos ilustrariam os Pensamentos da Semana, por isso hoje escolhi uma passagem do Talmud Babilônico.
Resumindo de uma maneira bem simplista, o Talmud é o livro sagrado dos judeus que reune regras de conduta, lei, ética e demais assuntos que os judeus usam para auxiliar no estudo/entendimento/cumprimento da Torá (que é basicamente composta pelo Pentateuco – 5 primeiros livros do Antigo Testamento cristão).

“A maior caridade é habilitar o pobre a ganhar a sua vida.”
Talmud Babilônico, Shabbat 63a

Graças a Deus, desde criança tive a oportunidade de conviver com todos os tipos de raças, credos, crenças, classes sociais…e foi assim que aprendi a respeitar as diferenças e limitações individuais.
E nessas andanças da vida conheci muita gente inteligente, capaz e com um talento incrível para uma determinada atividade, mas sem oportunidade. Mas também muita gente sem oportunidade e sem vontade.

Que ajudar o próximo é uma obrigação nossa (ao menos segundo todas as religiões e crenças existentes), é bem claro. Talvez qual a melhor maneira de ajudá-lo é seja um pouco nebuloso.

Quando você vê uma criança no semáforo e dá umas moedinhas à ela, saiba que isso é tudo, menos caridade. Quando você dá uma esmola, dá o que te sobra e sabe que aquilo é apenas um paliativo para o sofrimento da pessoa, isso não é caridade.

Caridade é ir até aquela criança, descobrir se ela está na escola, onde estão seus pais e o que ela faz ali.
Caridade é sentar-se ao lado do bêbado na calçada e mostrar como sua vida pode ser diferente sem o álcool, e se possível ajudá-lo a traçar seu novo caminho.
Caridade é ver aquele colega de sala se endividando para continuar na faculdade e fazer uma vaquinha para pagar suas mensalidades atrasadas.
Caridade não é assistencialismo, é capacitar a pessoa para que ela possa seguir sozinha e lá na frente ajudar outras pessoas também.

Bem no meio da faculdade de engenharia eu perdi o emprego.
Como a minha antiga empresa custeava meus estudos, seria muito difícil continuar estudando com as contas convencionais da casa e mais a faculdade sem renda alguma.
As coisas foram ficando difíceis, mas como precisava pagar ao menos uma mensalidade para não perder o semestre, pedi que minha antiga chefe pegasse os boletos que estavam no RH e me mandasse pelo correio para que eu pudesse pagar os meses em aberto.
Dias depois quando abri a caixa do correio, uma surpresa: haviam 4 boletos pagos lá dentro!
Quando liguei para acertar como pagaria à ela e agradecer, ela me disse com lágrimas: “o mesmo aconteceu comigo quando eu estava na faculdade e um estranho me ajudou. Você quer me pagar? Então quando alguém numa situação semelhante aparecer na sua vida – porque vai aparecer – faça o mesmo para que essa corrente nunca se quebre.”

Lembrar deste acontecimento me emociona, porque se hoje posso ajudar alguém, é porque alguém me ajudou no passado. Se posso acreditar em alguém, motivar alguém e ajudá-lo em sua estrada, é porque um dia alguém fez isso comigo primeiro. Fazer o bem sem olhar a quem 🙂

E pra mim caridade é isso: muito mais do que dar dinheiro para alguém, é dar-se a si mesmo (seu tempo, seu esforço, sua dedicação) assim como Jesus o fez quando morreu por nós.

Por isso, se a palavra caridade ainda não faz parte da sua vida, que possamos juntos começar nesta semana a praticá-la todos os dias.

Beijo grande e boa semana a todos!

12 thoughts on “Pensamento da Semana

  1. Raissa, lindo post e quem dera se tocasse mais o coração das pessoas!

    Eu pratico sempre que posso e o faço porque gosto. Outro dia minha filha se lembrou que uma vez, muito tempo atrás…eu só tinha 50 reais para passar os ultimos dias sem salário, mas dei o dinheiro a uma pessoa que precisava e ficamos no zero mesmo!

    Eu fiquei orgulhosa de ser pra ela esse exemplo! Bjoss

  2. Obrigada Astrid 🙂
    Tenho tentado a cada início de semana me focar em algo positivo para acrescentar na minha vida e partilhar com os outros…espero realmente que este post possa chegar a mais pessoas e mostrá-las que dar o que nos sobra não é caridade…

    Beijinhos e uma semana abençoada pra vc!

  3. É exatamente a história de ensinar a pescar ao invés de dar o peixe. A oportunidade é o que muitos precisam, e com ela pode-se construir uma vida inteira. Mas a falta dela é igualmente poderesa, pode levar a caminhos errados e desandar muitas coisas.
    Ótimo post!

    Beijinhos!

  4. Raiisa, como você já sabe tenho acompanhado seu blog e conversado com você via Twitter de vez em quando, mas virou lei pra mim passar aqui no domingo ou na segunda de manhã para ler o Pensamento da semana, meus finais de semana tem sido um pouco atribulados e Deus tem falado comigo através das palavras que escreve aqui…
    Obrigada por ser um canal de benção na minha vida, que Deus continue te abençoando tremendamente para que a sua benção possa alcançar outras pessoas..
    Bjs e uma ótima semana pra você!

  5. Quanto tempo Mariiiii, saudades de vc e do seu bloguinho!
    Mudou de endereço e de foco?
    Mas já tou lá te seguindo again 🙂

    Pois é, de fato ensinar a pescar é muito mais duradouro e sustentável do que assistencialismo…espero que mais pessoas possam aprender com isso.

    Beijinhos e saudades!

  6. Oi Quel,
    fico muito feliz que Deus esteja me usando para falar às pessoas.
    Eu sentia uma imensa vontade de falar de Deus aqui, mas sempre me ponderei para não passar a imagem de que estava querendo doutrinar alguém ou convencer as pessoas a crerem no que acredito.

    Mas depois de muita oração, me veio a certeza de que já era hora de ter os mandamentos de Deus presentes em todos os campos da minha vida e com o blog não poderia ser diferente…então cá estou eu 🙂

    Beijo grande e uma semana abençoada pra vc!

  7. Amei o pensamento da semana e o blog tb!!! Parabéns Raissa!!
    Bjoos no coração, Marcelle Cetiqt

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *